Notícias 22 abr, 2021

Nova Tecnologia para Controlar e Prever Florações de Algas Prejudiciais no Brasil

Pesquisadores no Brasil e nos Estados Unidos descobriram que agricultura, mineração e urbanização estão degradando a qualidade da água nos rios brasileiros.

Floração de algas impactam indústrias no Brasil

Pesquisadores no Brasil e nos Estados Unidos descobriram que agricultura, mineração e urbanização estão degradando a qualidade da água nos rios brasileiros. Uma consequência da poluição resultante de tais atividades alimenta a proliferação de florações de algas nocivas, que têm sido um problema por anos no Brasil e seus redores.

Algas e as toxinas que elas produzem representam um grande desafio para estações de tratamento de água e para o público em geral. Quando algas se infiltram em estações de tratamento, geralmente entopem os filtros de areia. Adicionalmente, algumas espécieis de algas produzem geosmina e 2-metilisoborneol (MIB), dando à água um sabor e odor desagradáveis. Como estes compostos não podem ser removidos através da filtração tradicional, causam preocupações sobre a qualidade e segurança da água. Toxinas produzidas por algas podem prejudicar seres humanos, animais de estimação e organismos aquáticos.

Para lidar com esses subprodutos, operadores de estações de tratamento frequentemente utilizam sulfato de cobre. Porém, esse método prejudica o ecossistema, e não atende as exigências regulamentares e ambientais do setor mineiro. Adicionalmente, remover as algas e limpar os filtros de areia em estações de tratamento é algo custoso, trabalhoso e demorado.

Florações de algas podem ser uma ameaça em diversas fases do processo de tratamento de água dependendo do tipo e local de seu crescimento. Portanto, é crucial lidar com o problema em sua fonte e impedir consequências negativas em todo o sistema de tratamento de água. Frequentemente, a origem do crescimento de algas está na ingestão, por exemplo, reservatórios ou rios de águas não tratadas. Quando algas aparecem lá, tratá-las ou seus subprodutos pode ser um incômodo para as empresas de água. Em outras situações, algas crescem dentro da estação de tratamento em si, mais comumente em filtros de areia, poluindo o filtro.

O aparecimento de algas tóxicas podem se tornar um problema em quase todos os tipos de água armazenada, incluindo reservatórios de resfriamento, despejo de água e água salobra usada para processos. Aqui, eles criam fricções adicionais, o que traduz em custos elevados de bombeamento e a redução do fluxo de água em até 10%, ou até mais, em caso de algas filamentosas.

Novo projeto para controlar florações de algas no Brasil

Vale é uma empresa multinacional brasileira engajada em metais e mineração, e uma das maiores operadoras de logística do Brasil. Vale é a principal produtora de minério de ferro, granulados e níquel do mundo, com operações em mais de 20 países em cinco continentes. Além da mineração, Vale trabalha com logística: ferrovias, portos, terminais e infraestruturas de ponta — produzindo energia e em siderurgia.

Vale está empenhada em se tornar uma das mais seguras e confiáveis empresas de mineração do mundo, sempre agindo de acordo com seu princípio mais básico: a vida importa mais. Para isso, a Vale se dedica em ser uma operadora sustentável, impulsionando o desenvolvimento local e sustentabilidade global. Cinquenta e quatro por cento da energia consumida pela Vale é autogerada.

Em colaboração com a LG Sonic, Vale está disposta a usar a tecnologia ultrassônica para melhorar, em geral, a qualidade de sua água. A tecnologia da LG Sonic diminuirá florações de algas nos reservatórios da Vale.

Controle de algas em uma das maiores minas de ouro da América Latina

Uma das maiores minas de ouro da América Latina está situada no Peru. A mina instalou a tecnologia ultrassônica da LG Sonic para controlar algas em uma das estações de tratamento de água de excesso. Esse reservatório de água de mineração com revestimento em geomembranas garante o abastecimento de água para 5.000 família. Florações de algas nocivas no reservatório entupiram os sistemas de filtragem, restringindo o fluxo de água para o reservatório. Isso forçou o fechamento do reservatório para que os filtros sejam manualmente limpos e para restaurar as operações da estação.

Esse processo envolveu custos altos devido à pausa nos processos e trabalhos manuais necessários. Ocasionalmente, a presença de algas azuis-verdes causam odores desagradáveis e a aparição de uma espuma branca na superfície da água.

Após menos de dois meses de uso da tecnologia ultrassônica da LG Sonic, resultados mostraram níveis constantes e saudáveis de algas, apesar de um aumento na temperatura da água. Adicionalmente, a saturação de oxigênio dissolvido aumentou em 5%, e os níveis de pH se estabilizaram.

Como o ultrassom funciona?

A tecnologia incorporada no sistema MPC é uma boia flutuante movida a energia solar que combina o monitoramento contínuo da água, softwares web e tecnologias ultrassônicas para efetivamente controlar florações de algas em tempo real. A tecnologia emite ondas ultrassônicas que criam uma camada de som na camada superior da água, impactando a flutuabilidade das células de algas. Essas células afundam para camadas mais profundas ca coluna de água, onde algas não conseguem mais acessar a luz solar e naturalmente morrem.

A tecnologia MPC-Buoy consiste em um processo de 3 estágios. Primeiro, ela monitora espécies de algas e parâmetros da água em tempo real; Segundo, conforme os dados coletados, ela impede novas florações em até 10 dias antes de ocorrerem. Terceiro, usa um algoritmo de aprendizagem de acordo com dados para ajustar as frequências de ondas como resposta a mutações das algas e alterações ambientais.

Esse método prova eliminar de 70% a 90% das algas existentes e impede o crescimento de novas. O sistema garante uma solução de custo-benefício para operadores de tratamento de água, reduzindo problemas operacionais nas estações de tratamento de água. Sistemas MPC-Buoy foram instalados por todo o mundo em reservas de água potável, lagos recreativos, lagoas de águas residuais e reservatórios de irrigação.

Sobre LG Sonic

LG Sonic é líder em gestão de algas, design de soluções inovadoras e sustentáveis para combater a floração de algas e na melhora da qualidade de água através de indústrias. LG Sonic é ativa por todo o globo, com escritórios no Brasil, Estados Unidos, Holanda, e Emirados Árabes Unidos. Na última contagem, 100+ clientes em 55+ países tiveram 10.000+ unidades instaladas para manter suas algas sob controle. Durante 10 anos, LG Sonic investiu em pesquisa e desenvolvimento. Hoje, a empresa fornece soluções ultrassônicas que restauram ecossistemas aquáticos sem o uso de produtos químicos ou outros poluentes.